segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Primeiros dias

Lembro que, no primeiro dia de aula na faculdade, estava nervosíssima. Mais ou menos o mesmo processo de todos meus "primeiros dias" de aula, toda vez que eu mudava de colégio. E, bem, não foram poucas. Mas divago.

O primeiro dia em um lugar que você forçosamente terá que freqüentar sempre é meio doloroso. Há expectativa demais, e, como todos nós sabemos, expectativas que dependem exclusivamente da ação de terceiros raramente são alcançadas. Chegamos à escola - ou faculdade, que seja - esperando conhecer pessoas legais, fazer amigos com facilidade e entender o assunto sem precisar bater a cabeça na parede. Graças aos Deuses (e, a despeito do que uma professora de latim que conheço teima em dizer a cada duas frases, ainda há politeístas no ocidente, sim senhora! Pare de ridicularizar minhas crenças!), até agora minhas esperanças com relação à faculdade estão sendo mais que satisfeitas.

De toda sorte, hoje foi mais um dos meus muitos primeiros dias. Não foi meu primeiro dia de trabalho; sequer foi meu primeiro dia dando aulas, ou mesmo meu primeiro dia especificamente neste curso de inglês. Mas estou há um ano e meio sem dar aulas, e eu não sabia o que esperar desta filial onde fui trabalhar desta vez. Calculem o nível de expectativa.

Mas o fantasma do primeiro dia passou, e eu ainda não estou muito certa do que esperar dos próximos. Com sorte, não serei "a escraviária", como era na outra filial. Ser monitora nesse curso é algo meio complexo; se eu já não conhecesse o procedimento padrão, me espantaria ao saber que minha função não é apenas dar aula, mas cuidar dos computadores, da biblioteca, dos petizes que precisam esperar os pais e de quase tudo que é problema que aparece e que os professores não têm tempo de resolver. 

No entanto, o dia foi tranqüilo, até demais. Consegui terminar de ler as duas Antígonas antes mesmo que o chefe viesse me avisar que poderia ir para casa uma hora mais cedo, se quisesse. Amanhã é que o bicho vai pegar, e estou ansiosa por um pouco de ação. Espero que meu inglês não tenha enferrujado a ponto de me fazer passar vergonha com os alunos do básico.

4 comentários:

Fernanda Pedrecal disse...

Didi, estou na sua torcida! Vai dar tudo certo e em breve estaremos saindo para comemorar seu primeiro salário! Êbaaaaa!! :D

Beijocas!

Aline Barbosa disse...

Dee, estou na sua torcida! [2]

Pois é... Os primeiros dias não são fáceis pra ninguém... Mas são superados.

Aaah, leu as Antígonas! Que bom! huahauahu Adiantando o lado, com tantas outras coisas que ainda teremos de fazer...

Enfim... Bjão!
\o7

romualdo disse...

em breve estaremos saindo para comemorar seu primeiro salário! Êbaaaaa!! :D [2]

eree, eree, vida de Dee é difici, é dificil sim senhor, Dee escrava Izaura do antigo curso XD

Tássia Pellegrini (Tanna) disse...

meu primeiro dia em sala de aula... tá aí, mais uma idéia de texto que você me deu. =)

dee, the writa. (hahaha!)